Qual o papel do professor de idiomas?

Acredito que aprender uma língua é uma jornada individual e introspectiva (podendo sim ter alguns aliados). Língua não é algo que se ensina, mas algo que se aprende. Está muito mais relacionado a atitude do aprendiz do que do professor.

O papel do professor, que eu prefiro chamar de instrutor, é acompanhar o aprendiz nesta jornada. Fornecer recursos para que ela fique mais prazerosa. Utilizar a própria experiência para que o aprendiz invista tempo no que trás resultados.

Não gosto muito de ser chamado de professor. É uma palavra que, em minha visão, carrega uma aura de superioridade, respeito e hierarquia que não me deixa confortável. Mas isso não importa. No fim das contas é só uma palavra.

O ponto é que, em minha visão, o instrutor de idiomas deve ser como um personal trainer. O personal fornece uma sequência de exercícios, observa se você os está fazendo de forma correta, analisa os resultados e colabora para deixá-lo motivado. Mas no fim das contas, quem faz os exercícios é você. A responsabilidade por fazê-los é sua. Os méritos também são 100% seus.